AeC

Relacionamento com Responsabildade

Consultoria em TI

Uma experiência em saúde pública

Uma experiência em saúde pública

Cadastro e acompanhamento de gestantes e crianças


Desafios de TI 

Em um determinado órgão do governo estadual não havia um sistema capaz de gerenciar o extenso banco de dados para o cadastro e acompanhamento das gestantes e crianças do estado. Além da questão tecnológica, para configurar um banco de informações eficiente e condizente com a realidade, é necessário estabelecer parcerias com órgãos governamentais, instituições do terceiro setor, a gestante, sua família e a comunidade. Uma forte demanda inicial do programa foi disponibilizar pessoas para entrar em contato com prefeituras e postos de saúde regionais para fazer o registro das grávidas mineiras assistidas pela rede pública.

Projeto AeC 

Para iniciar o processo de construção do sistema de gerenciamento deste programa, a AeC disponibilizou para o cliente os módulos do seu ERP Hospitale, fornecendo soluções para controle de fluxos. Para se ter ideia dos desafios do programa, são feitos sete tipos diferentes de contatos com as mães: cadastro na fase de gestante, cadastro na fase de mãe, orientações, confirmação de gravidez, lembrete de consulta, acompanhamento da gestação e acompanhamento do recém-nascido. As informações ficam armazenadas desde os primeiros contatos das gestantes até o final do primeiro ano de vida das crianças. Atualmente, são mais de 1900 cadastrados no sistema, entre gestantes, mães e agentes de saúde.

Principais soluções implementadas

- Criação de uma central de atendimento telefônico (Ligue 155) como grande ferramenta de interlocução direta com a gestante, sua família e com os serviços de saúde, visando o monitoramento da gravidez, do nascimento e do desenvolvimento da criança.

- Implantação de um sistema de identificação da gestante, para agilizar o completo conhecimento de todas as mães.

- Gestão dos recursos necessários para garantir assistência efetiva à gestante e à criança, em todas as etapas desse acompanhamento.

Benefícios

Por meio da criação de um banco de informações, é possível levantar estatísticas que podem ser cruciais para o sucesso de programas públicos de saúde. O governo estadual em questão começa a ter informação organizada para agir estrategicamente no sentido da prevenção no estado e em 6 mil UBSs (Unidade Básica de Saúde), de responsabilidade direta das prefeituras. O sistema permite relatórios baseados em georreferenciamento, entre outros recursos. Assim, é possível, por exemplo, mapear a ocorrência de gestantes com hipertensão, desenvolvendo ações dirigidas por regiões de maior incidência, para minimizar esses impactos. Com essas definições, o governo consegue fazer a melhor gestão de recursos públicos, definindo prioridades para programas relacionados, como é o caso da entrega de vale-táxi para as gestantes.